Festival Mãe D'agua de Medicinas Sagradas: Encontro reúne Xamãs indígenas do continente american



Em sua 6ª edição, o "Festival Mãe D'agua de Medicinas Sagradas" é um encontro único que acontece em Alto Paraíso de Goiás e conta com a presença de xamãs. de diferentes nacionalidades do continente americano, reunidos por um propósito de "Cura Planetária" e que vêm compartilhar, com visitantes do Brasil e do mundo, sua sabedoria ancestral, canções, rituais e as "medicinas da floresta" em 14 dias de cerimônias. O encontro, que acontece entre 12 de janeiro e 03 de fevereiro de 2019, será realizado pelos membros da tribo Mãe Dágua, porem o evento acontecerá na Oca da Aldeia da Lua, espaço localizado a 35 km de Alto Paraíso e 7 Km da vila de São Jorge.



Serão participantes desta edição grupos do Equador (tradição Chachi da área do rio Cayapas, Equatoriana Andina), México com Yolanda Palomares(Família Kauyumari), e Brasil (Huni Kuin /Kaxinawá, Tribo Yawanawa, Grupo de Umbandaime e Grupo da Tribo Mãe D´água).

*No dia 23 de janeiro será realizada uma cerimônia que conta com a presença de todas as tribos participantes, um momento mágico de celebração, cura e de união dos povos. Nesta ocasião, onde se reúnem os povos tradicionais das Américas do Norte e do Sul, vemos representada a antiga profecia que deu nome ao evento.

Profecia do Condor e da Águia


"No princípio a Águia e o Cóndor compartilhavam o céu e a força do vento para impulsionar suas asas. Era uma convivência harmoniosa como a do avô Sol e da avó Lua. Forças estranhas fizeram que ambos se separassem. Desde então demarcaram cada um seu território no ar. Assim, os povos que antigamente viviam em paz e em festa, desconfiados, foram se separando, deixaram de conversar com os espíritos da natureza e cada vez mais difícil era escutar a música da Mãe-Terra. Diz a voz da profecia que um dia, a Águia e o Cóndor retornarão a se encontrar, a voar juntos, curando com as lágrimas suas feridas. Assim, os povos integrarão suas danças, colherão os frutos, outras vez conversarão com as montanhas, lançarão seus sonhos às estrelas e entoarão a música da Pachamama, em um concerto infinito à vida e a natureza. Como a Águia e o Cóndor , todos os povos do Norte e do Sul se reunirão novamente, com nossa maior arma, o AMOR, para unir nossos sonhos, nossos rítmos, nossos cantos e danças, buscando harmonias que nos ajudem a recuperar a irmandade entre todos nós, buscando a canção que nos devolva o amor a nossa Mãe-Terra e a todos os nossos irmãos e irmãs das Quatro Sagradas Direções."


O uso ancestral de plantas de poder é um costume preservado pelos povos indígenas e tem se difundido amplamente pelo Brasil e pelo mundo. Neste aspecto, ganha especial notoriedade a medicina da ayahuasca, onde seu uso é permitido por lei e existem diversas linhas religiosas que a reconhecem e a consagram em busca de transe espiritual e para fins religiosos.


Páginas da organização do evento

https://www.facebook.com/maedasaguas/

http://ayahuascadreams.com/pt/mae-dagua-festival-de-medicinas-sagradas/

Sobre o o local

Todas as cerimônias serão realizadas na Oca da Aldeia da Lua, um belo santuário localizado a 35 km de Alto Paraíso e 7 Km da vila de São Jorge, próximo ao parque nacional, onde os participantes após o término de cada cerimônia, se desejarem, poderão aproveitar o dia na piscina local e fazer uma deliciosa refeição produzida com ingredientes locais e orgânicos.

Há a possibilidade de se hospedar na Pousada Aldeia da Lua, em chalés bem aconchegantes. Para mais informações sobre estas acomodações, valores e reservas, entre em contato através do email: maedaguafestival@yahoo.com



Para saber mais sobre o Festival Condor Eagle, sobre o Templo Mãe D'água, sobre os xamãs participantes e sobre a medicina da Ayahuasca, visite o site: ayahuascadreams.com/pt/


DESTAQUES

Assine a nossa newsletter