Roteiro de 8 dias para Chapada dos Veadeiros


A Chapada dos Veadeiros, situada no estado do Goiás, é uma região extremamente exuberante e também um dos maiores destinos de ecoturismo do Brasil, pois abriga algumas das paisagens naturais mais bonitas do país, como cânions e paredões rochosos de cerca de um bilhão de anos, uma diversificada flora e fauna que compõem todo esse seu cenário espetacular, e uma impressionante quantidade de nascentes d’água, como cachoeiras, rios e piscinas naturais, já que é um importante berço hidrográfico nacional.


Para quem pretende conhecer a Chapada por completo, o Guia Alto Paraíso, juntamente com o Desviantes (especialista em viagens de natureza), montou um roteiro de oito dias que além de lhe levar para explorar todos os principais e mais incríveis atrativos da região, visa também o menor deslocamento entre um local ao outro de forma a facilitar e maximizar o proveito da viagem.

Confira esse roteiro com mais detalhe ou aproveite para conhecer muitos outros roteiros para a Chapada dos Veadeiros do Desviantes.

Nesse pacote de oito dias e sete noites, você poderá conhecer duas cidades que, além de serem os portões principais de entrada para o Parque Nacional, também abrigam alguns dos mais famosos e incríveis pontos turísticos da região. São quatro dias no município de São Jorge, uma pequena e charmosa vila que, apesar de ter poucos habitantes e ser bastante simples, possui ótima infraestrutura e tem ainda localização muito privilegiada, estando rodeado de belezas naturais e próximo das melhores atrações; em seguida, são mais três dias no município de Alto Paraíso que, diferentemente de São Jorge, é um pouco mais moderno, sem contar que atrai místicos, espirituais, hippies, entre outros, por conta de seu esoterismo, sendo conhecido como um grande centro cósmico por abrigar cristais de quartzo e por estar na mesma latitude de Machu Picchu, no Peru.

Na primeira parada, em São Jorge, teremos a oportunidade de visitar diversos atrativos espetaculares. Entre eles estão: o Vale da Lua, um fascinante conjunto de formações rochosas esculpidas pelas águas do rio São Miguel por mais de 600 milhões de anos e que hoje se parecem com crateras lunares (daí a origem do nome); a Cachoeira Raizama, que conta com uma queda de 40 metros de altura e é um excelente ponto para praticar atividades de aventura, como canionismo e rapel; a Cachoeira do Segredo, outra linda queda de cem metros de altura que está localizada em uma parte “escondida” da Chapada (por isso ganhou esse nome) e que forma uma piscina natural de águas cristalinas; os Saltos do Rio Preto, duas quedas (uma de 120 metros e a outra de 80) que formam um imenso poço de 200 metros de diâmetro; e a Morada do Sol, uma sequência de cascatas que formam piscinas ótimas para banhos.

Já a partir do quinto dia, nós seguiremos em direção à Alto Paraíso – com direito a uma parada para visitar três belíssimas cachoeiras: as Almécegas I e II (duas quedas, sendo a primeira delas de 45 metros que jorra em forma de um véu de noiva) e a Cachoeira São Bento (que, mesmo tendo apenas oito metros de altura, conta com um poço muito gostoso para mergulhar e se refrescar). Além disso, durante esse dia, é possível também fazer passeios extras opcionais nestas atrações, como o batismo de rapel na cachoeira Almécegas I (que consiste em uma descida de 45 metros pela queda com ajuda de instrutores) e a tirolesa do Voo do Gavião (um voo com 850 metros de extensão e cem metros de altura).


Cachoeira Almécega I

No sexto dia, apesar de estarmos hospedados em Alto Paraíso, visitaremos o município de Cavalcante (um dos três principais pontos de acesso da Chapada, juntamente com São Jorge e Alto Paraíso, e que abrange cerca de 60% da área total do Parque) para conhecer alguns dos atrativos mais famosos e impressionantes de toda a região. O primeiro deles – e provavelmente um dos maiores e mais lindos tesouros naturais que existem na Chapada dos Veadeiros – é a Cachoeira Santa Bárbara, que possui uma queda de trinta metros de altura e um poço extremamente encantador, com águas de tons azul-esverdeado de tirar o fôlego; na mesma área onde está situada essa beleza da natureza, também fica outra atração muito interessante do Parque Nacional, que são as comunidades Kalungas, um povo descendente de quilombolas (escravos que fugiram do cativeiro) que viveram na região há mais de 200 anos. Finalmente, o último atrativo que iremos explorar em Cavalcante é a Cachoeira Capivara, que fica logo depois da Santa Bárbara e cuja queda d’água despenca pelo incrível cânion da Capivara.



Foto: Mel Melissa Maurer

Nos últimos dois dias em Alto Paraíso, aproveitaremos para explorar toda a área ao redor e visitar algumas atrações da região que são imperdíveis, como as Cataratas dos Couros, uma incrível sequência de cascatas que podem chegar a quinze metros, formadas devido ao rio que despenca em várias etapas em um grande cânion com aproximadamente 300 metros de desnível; e a Cachoeira das Loquinhas, um incrível complexo de sete poços de águas extremamente cristalinas e de belíssimos tons verde-esmeralda. Entre em contato:

desviantes@desviantes.com.br


Catarata dos Couros


DESTAQUES

Assine a nossa newsletter