Lideranças do movimento indigenista no Brasil, Alvaro Tukano e Daiara Tukano vem a Alto Paraíso comp


"Em suas lendas de origem, os Tukano vieram do mundo espiritual navegando na grande cobra-canoa de transformação: a Pãmëri piroYukësë, jibóia cósmica, entoando seus cantos de cerimônia de Caapi (Ayahuasca), até se erradicarem no território em que vivem ainda hoje, na região do Alto Rio Negro e Vaupés, na fronteira entre Brasil, Colômbia e Venezuela."


A cerimônia em Alto Paraíso é parte de uma de uma jornada de três encontros - Rio de Janeiro, São Paulo e Alto Paraíso - que visa transmitir e valorizar a sabedoria e a cultura indígena, além de apoiar a construção da primeira casa Tukano em Brasília, em terra de resistência indígena onde vivem seis etnias.

A Jornada é parte do projeto Reflorestar o Humano - da Fértil em parceria com Daiara Tukano, com foco em desenvolver a autonomia econômica dos povos indígenas, a consciência ecológica profunda dos povos da cidade, e a interdependência entre ambos - rumo à celebração da diversidade e a uma cultura de paz entre os povos do Brasil.

A Cerimônia é um convite a escutar o chamado da floresta, através da história indígena contada por seu próprio povo. E a se aprofundar na espiritualidade amazônica, através da rica cultura Tukano, considerada como um dos berços da Ayahuasca, junto aos troncos Arwak e Pano.


ÁLVARO TUKANO É Kumu (mestre de reza) e Bayá (mestre de cerimônia). Atua como líder político e espiritual de seu povo, sendo um dos fundadores do movimento indígena no Brasil. É também um dos responsáveis pela escrita dos direitos indígenas na Constituição, pela articulação de denúncias internacionais contra a violação dos direitos humanos dos povos indígenas, e um dos primeiros presidentes da União das Nações Indígenas.


DAIARA TUKANO nasceu em meio à criação do movimento indígena nacional. É ativista indígena e acompanha os ensinamentos de seu pai. É professora, artista plástica de formação e mestranda em Direitos Humanos na Universidade de Brasília, e pesquisa o direito à memória e à verdade dos povos indígenas. É também coordenadora da Rádio Yandê, primeira rádioweb indígena do Brasil, e consultora da curadoria indígena do Festival ColaborAmerica, sobre novas economias na América Latina.

Evento de Recepção e Exposição de Artes de Daiara Tukano

Dia 19 de Fevereiro os indígenas farão parte de um evento musical de recepção a família Tukano no espaço Coisas da Drica, onde algumas artes Tukano serão expostas. O valor arrecadado será direcionado aos custos de produção geral e como apoio à construção da primeira casa Tukano em Brasília, numa terra de resistência indígena onde vivem seis etnias


Cerimônia em Alto Paraíso de Goiás

A Cerimônia acontecerá no dia 20 de Fevereiro no Sítio Estrela Dágua, próximo à cidade. Com capacidade para 30 pessoas, recebe rituais xamânicos com condutores de diferentes lugares do mundo. Pela manhã, será servido desjejum preparado pelos próprios anfitriões.

Inscrições

As inscrições podem ser feitas tanto online,

Quanto na loja Coisas da Drica


Informações: Cerimônia Tukano Data do evento de recepção: 19 de Favereiro - COISAS DA DRICA

Data da Cerimônia: 20 de Fevereiro - SITIO ESTRELA D'AGUA Local: Sítio Estrela D'agua - Alto Paraíso de Goiás Link do Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/202351420344362/ Contato: Vanessa: (21)97131-1022


DESTAQUES

Assine a nossa newsletter